Sem categoria

LIBERTE-SE PARA SER FELIZ

LIBERTE-SE PARA SER FELIZ

Para que um sonho ou projeto se realize é fundamental o componente da AÇÃO. Sem ação nada acontece, nada se inicia.

E para que a ação ocorra, de forma eficaz, é preciso ter FOCO.

É certo também, que quando você foca em alguma coisa, no desenvolvimento de alguma área de sua vida, esse setor vai crescer e se desenvolver. Ao mesmo tempo, as outras áreas da sua vida, naturalmente irão ter seu foco reduzido e o desenvolvimento se manterá onde está ou sofrerá uma queda de rendimento. A energia flui para onde está seu foco. E está tudo certo, desde que você saiba qual é o preço que está disposto a pagar pelo seu sonho ou até que ponto você está disposto a abrir mão de algumas coisas.

Esse exame inicial é fundamental. Importante que você olhe para a sua vida e entenda em cada setor, aquilo que você vai abrir mão, aquilo que você vai ter de direcionar menos foco. Vou ensinar aqui uma ferramanta que chamamos Ensaio Mental do Sonho, que você pode aplicar para você.

Escreva o seu objetivo ou sonho e algumas ações suas, necessárias para que ele se realize.

Faça um comparativo, em listas separadas, de como está sua vida, hoje  e como estará quando você estiver na busca do objetivo, atribuindo notas de 1 a 10 em grau de satisfação, a cada um desses setores. As áreas da vida que sugerimos que você observe são: 1) saúde física, 2) saúde emocional, 3) relacionamento familiar, 4) relacionamento amoroso, 5) relacionamento social e amigos, 6) diversão, 7) felicidade, 8) financeiro, 9)profissional, 10) realização e propósito de vida, 11) estudos e desenvolvimento intelectual; e 12) espiritualidade. Se você quiser poder acrescentar outras áreas que acredite importantes ou substituir algumas das sugeridas.

Seja muito sincero com você mesmo ao fazer essa análise, lembrando que é esperado que quando focamos mais em uma área, as outras tem seu foco reduzido, ainda que temporariamente.

A par disso, faça uma lista de tudo que você não quer na vida e, especialmente, tudo que você acredita que não pode abrir mão para ser feliz. Agora analise essas informações.

A pergunta a ser feita para você mesmo é: Eu estou disposto a abrir mão disso para ter esse objetivo concretizado? Se a resposta for sim, e você tiver analisado o que está disposto a abrir mão em cada uma das áreas da sua vida que não serão focadas, então você está pronto para conquistar o que deseja.

Se a resposta for não, e você não estiver disposto a pagar o preço, em algum dos setores da sua vida, então é o momento de parar, refletir,  reformular, replanejar, ajustar os comandos. Encontrar o melhor caminho para conquistar o que você deseja.

Isso não significa que você deva desistir dos seus sonhos, ou se deixar dominar por desculpas para permanecer na zona de conforto. Não é isso. Como inicei o texto dizendo, objetivos exigem ação e foco para serem alcançados. Mas, para que isso funcione, essas ações precisam ser “ecológicas” e congruentes para você, de modo que não esteja anulando ou invertendo a sua ordem de valores pessoais ou abrindo mão de algo que lhe é muito caro e importante. 

Tenho uma amiga que estava decidida a fazer um concurso público especifico, um cargo bastante importante. Contudo, ela é casada e tem filhos pequenos. O marido não poderia se afastar da cidade onde moram em razão de seu trabalho. O concurso que ela desejava era nacional – abrangendo o Brasil todo. E em concursos como esses, as vagas iniciais sempre são nos piores e mais longinquos lugares. É assim, faz parte do sistema. Ou seja, passando naquele concurso ela teria de ir morar fora, em qualquer cidade do Brasil, talvez muito distante da família. Mas ela acabou concluindo que esse projeto não era congruente para ela. Se levasse adiante teria de abrir mão, ainda que temporariamente, de algo que lhe é muito importante, a família. Ela não estava realmente disposta a pagar esse preço e, se assim o fizesse, seria muito infeliz. Ao passo que o status e o salário maior que teria pelo concurso,eram importantes, mas não mais importantes que seu convívio familiar. Apesar disso, ela nunca havia parado para analisar objetivamente essa situação frente às áreas de importância da sua vida. Então, ao examinar as circunstâncias e consequências, ela decidiu que, em lugar daquele concurso específico, ela prestaria outro, no qual mudar de cidade não seria necessário, permanecendo perto de seu  marido e filhos. Assim ela pôde, efetivamente, realizar o seu sonho, mas de forma totalmente congruente e consistente.

É necessário diferenciar o que é incongruente na sua vida, de uma mera crença limitante que pode ser superada com algumas técnicas (“eu não posso”, “eu não consigo”, “eu sou muito isso ou aquilo”).  Incongruente seria abrir mão de algo sem o qual você não poderia ser feliz, ou violar valores que embasam todo o seu modo de viver e enxergar o mundo.

Se você estiver seguindo algo que não é conguente para você, poderá até iniciar seu projeto ou mesmo concretizá-lo, mas  seu inconsciente sabe que isso não é bom, e lhe emitirá os alertas. Esses alertas podem ser desde  “autosabotagem”, até a manifestação de alguma enfermidade. O inconsciente é sábio, conhece aquilo que é necessário para sermos felizes e vai fazer o impossível para que você siga no caminho correto. Nossa mente consciente nem sempre entende bem essa forma de comunicação, mas a mensagem é efetiva. Por isso devemos estar atentos aos sinais que enviamos para nós mesmos.

Provavelmente você conheça ou já ouviu falar de alguém que chegou lá, alcançou seu objetivo maior, mas apesar disso não é feliz. Há várias histórias de artistas e personalidades famosas que conquistaram o mundo, mas são extremamente infelizes. E porque? Você já se perguntou? Porque perseguiram cegamente um objetivo, mas pagaram um preço alto de mais,  e abriram mão daquilo que não podiam ou não deviam. Ou ainda, acreditaram que a sua felicidade estaria na conquista desse sonho. Outro engano. Uma dessas histórias está narrada na autobiografia do tenista Andre Agassi. Grande tenista de sucesso, com uma vida que muitos invejariam, mas infeliz com o que fazia.

E ficamos tão envolvidos nessa busca, tão comprometidos que, ainda que se possa perceber a incongruência, pensamos que voltar atrás pode ser muito complicado, envolver muitas pessoas, vidas, famílias, negócios, imagem, etc. E assim seguimos em frente, como  prisioneiros de nós mesmos.

E quando chegamos lá no topo e percebemos que lá não estava nossa felicidade? E agora o que fazere? O sentimento é de vazio. Porque a felicidade não está lá fora.

Muitas vezes deixamos de fazer essa análise de congruência por medo de enxergar aquilo que estamos tentando não ver. Por tentar esconder de nós mesmos o que, lá no fundo, já sabemos.

Eu poderia contar como eu descobri tudo isso e como a minha história se encaixa, mas é longa demais para um post… Quem sabe em um livro. O que posso dizer a você é que senti, na pele, os efeitos devastadores das incongruências na busca de um objetivo. E por isso decidi escrever esse texto, fruto de muita reflexão e um grande aprendizado de vida: liberte-se para ser feliz!

Something is wrong.
Instagram token error.
Load More

 

Queremos ouvir você!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[]
1 Step 1
Nome
Telefone
Assunto
Mensagem
0 /
Previous
Next
Contato

>51 98956-0448